Letra de Um Fado, de um Amante dos Fados…

 
 
O Fado dos Velhinhos
Ivanir Faria
 
Quando os velhinhos me falavam
Dos castelos mais velhinhos
Que haviam em Lisboa,
Não sabiam eles o quanto
Me deixavam emocionado:
Eu criava seu passado tão remoto
Tanta gente já passada
Tanta vida agitada.
 
E se os velhinhos recordavam
De suas  vidas desgraçadas
Eu ficava ainda mais triste
Da tristeza mais chorada…
Mal sabendo eles que meus pais
Coitadinhos, tão iguais,
Igual vida condenada, já velhinhos,
Nada mais…
Sentem dias de saudades
De uma vida acabada.
E se o fado é um lamento,
Se a vida é um lamento,
Já contento com o fato
De cantar, chorar, mais nada!
 
 
(Portugal, 24/11/2006)
 
 
 
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s