A Moda Como Ela É

 

 

A Moda Imita a Arte
Ivanir Faria
 
 
Vestir é a segunda necessidade básica do homem.
Depois da caça no estômago, era hora de retirar a pele do bicho e se agasalhar.
_"Mas se o meu conpanheiro de caça matou um bicho igual ao que eu caçei,
logo meto um ossinho aqui na frente e diferencio nossos casacos".
Pensando assim, o homem primitivo inventou a "MODA".
Os ancestrais dos estilistas modernos pendiam dentes de tigres ao pescoço,
aplicavam espinhos de árvores para abotoar suas peles,
usavam as conchas do mar nos pulsos…
E foi assim inventando moda, formas de se diferenciar no grupo
primata a que pertencia.
A moda nasceu com o pensamento do homem de ser único,
exclusivo, diferente.
Hoje, pipocam idéias nos quatro cantos do globo.
Um Valentino em Itália, um Oscar de la Renta na América,
um John Galliano em França, um Kenzo no Japão,
um Herchcovitch no Brasil…
E todos se curvam à la Bundchen, a mais bela do planeta.
Da minha ânsia de viver a moda, não vivo.
Nunca separo Moda de Arte.
Impossível hoje, ver Arte na totalidade.
Há o feio, o bizarro na concorrência.
Páreo para quem afronta, coisa que não faço.
Vence quem faz o vencedor vencido. Para tal feito, usa o charme,
o estilo, o bom senso.
É com essas armas que eu luto no ringue cosmopolita da Moda.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Moda e Comportamento. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s