Memórias de Amores de Adriano

 
 
Antínoo: Paixão do Imperador Adriano
 
 
 
Ivanir Faria
 
Numa das suas viagens pela Ásia Menor,
o Imperador Romano Adriano,
nascico em Roma em 76, que era
considerado "o explorador de todas as curiosidades"
apaixonou-se por um belo jovem chamado Antínoo,
nascido em 110 e fê-lo seu companheiro.
Em 130, Antínoo se afogou no rio Nilo.
Espalharam-se boatos de que teria se sacrificado
com algum objetivo misterioso.
Para suavizar o desgosto do Imperador, surgiram
cultos de Antínoo por todo o império e passaram a ser
comuns as estátuas que o representavam.
Em sua homenagem, uma cidade do Egito foi
batizada com o nome de Antinópolis…
Adriano demonstrou enorme talento administrativo
codificando leis mais corretas e humanizou o tratamento dado
aos escravos.
Possuía espírito criativo e edificou cidades modernas
e completas em infra-estrutura.
Ascendeu ao poder muito jovem, aos 30 anos e procurou
consolidar o império romano, ao invés de o expandir e esteve
no poder por mais de vinte anos.
De todas as suas conquistas, a amis famosa foi
a paixão pelo belo Antínoo, eternizada por
Marguerite Yourcenar em "Memórias de Adriano",
um livro raro, de uma lucidez tamanha que informa
e encanta os leitores…
 
 
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Arte e Vida. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s