Baobás, Árvores Milenares…

Baobás, Memórias de “O Pequeno Príncipe”

Ivanir Faria

 

Muitas árvores são espetaculares, mas há uma espécie que se destaca dentre todas. São originárias da África, mas podem desenvolver-se também em outras regiões onde encontrem condições favoráveis. Podem viver de dois a seis mil anos, atingir cerca de trinta metros de altura e dez de diâmetro. Chamam-se Baobás. São especiais não só pelas dimensões: sua forma estranha é o seu maior chamariz.

A copa esgarçada dos Baobás dá-nos a impressão de ver sua raiz, como se a árvore estivesse de cabeça para baixo. Exupéry, em seu livro “O Pequeno Príncipe” descreve-as como “ameaçadoras e até catastróficas quando se vive num planeta pequeno”, o que não é o nosso caso.

No Brasil existem cerca de 20 Baobás na idade adulta, sendo 16 no estado do Pernambuco. Foram trazidas pelos escravos em porões de navios, no início da colonização. Suas flores penduradas em forma de sino têm 20 cm de diâmetro, duram apenas 24 horas e exalam forte odor de almíscar atraindo moscas varejeiras e outras agentes polinizadoras. O odor parece de carniça devido a presença de escatol. Os frutos são comestíveis, parecidos com abóboras. Seu caule pode armazenar mais de cem litros de água.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Para Ler e Guardar.... ligação permanente.

Uma resposta a Baobás, Árvores Milenares…

  1. wania maria diz:

    Materia interessante amigo, és um pesquisador nato. vai em frente, tens futuro e sabe disso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s