São Tomás de Aquino e os Anjos

“Os Anjos Falam?”

 

A Anunciação - Leonardo da Vinci - 1474

Santo António de Florença (1389-1459) chamou São Tomás de Aquino (1225-1274) de “Doutor Angélico” pelo fato de ser ele um dos maiores luminares do pensamento acerca dos Anjos. Foi São Tomás que “com singeleza e objetividade” clarificou ideias erradas ou controversas e até infantis que se tinha sobre os seres imateriais, mas compostos, que são os Anjos.

De início, São Tomás discordou da necessidade de haver um corpo angélico e quando disse que o conceito de “matéria espiritual” era contraditório, causou polêmica e foi condenado a herege pelo Bispo de Paris, Étienne Tempier.

Ao afirmar que “todos os seres criados são necessariamente contingentes e compostos”, afirmou também que os Anjos têm matéria e forma, mas que, como todas as criaturas, possuem uma composição anterior: essência e existência. Ambas estão ligadas. Embora os Anjos não possuam matéria, são compostos, ou seja, sua essência se distingue de seu ato de ser.

São Tomás de Aquino, Estudioso dos Anjos

Para clarificar, vamos distinguir a criatura Anjo, do Criador, Deus

Os Anjos foram criados do nada, num dado momento, pelo Criador. Eles têm participação no Ser Divino, têm essência e existência, como já foi dito; No caso do Criador, a existência é idêntica à essência. É uma só coisa.

Distinção entre Homens e Anjos

Os homens obtêm conhecimentos pelo raciocínio, pelos sentidos e pelas experiências, resumidamente. Os Anjos, ao contrário, por não experimentarem desse processo “temporal”, obtêm conhecimentos de maneira intuitiva e imediata. O espírito angélico começou a existir plenamente, nunca teve de aprender gradualmente nada, como acontece ao homem. Quando um Anjo “vê”, ele apenas recorda o que está vendo, mesmo que seja algo novo, na verdade não é novo para ele porque Deus já o fez dotado, “cheio”, “programado” com todos os conceitos acerca das coisas.

Os Anjos “falam” ?

Falam uns com os outros, mas não por palavras. No Reino Celeste, assim como na terra, há hierarquias: Anjos e Arcanjos. E eles comunicam entre si pelo pensamento. “Falar nada mais é que manifestar a outro o próprio pensamento”. Segundo São Tomás, Os Anjos também falam com Deus, o consultam, o admiram.

Mas, afinal, nosso Anjo da Guarda nos fala?

Anjo da Guarda

Não, mas entre Anjos e Arcanjos, falam sobre nós, sobre nossos atos, pois estão interessados na santificação e salvação de cada um de nós. Os Anjos da Guarda nos guardam dos perigos do pecado, não exatamente dos perigos de acidentes, desastres como se propaga erroneamente. São nossos intercessores e é por eles que muitas das vezes obtemos graças que desejamos em pensamento. Esse assunto é sério e quem crê nos Anjos, sabe dessa seriedade. O exemplo Bíblico mais conhecido, inclusive como tema de Arte se deu na Anunciação do Anjo à Virgem Maria, dando-nos a conhecer acerca da futura Encarnação do Verbo: O Nascimento de Jesus.

Texto adaptado do artigo “Os Anjos Falam?” – Pe Louis Goyard, EP, Revista Arautos do Evangelho, nº 89, 10-2010

Esta entrada foi publicada em Espiritualidade, Para Ler e Guardar.... ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s