Sacher – Torta dos Deuses

A História de Um Bolo de Chocolate

Sacher-Torte

Em 1832 na Áustria o Príncipe de Metternick, Wenzel Clemens, ordenou aos empregados que lhe preparassem uma sobremesa excepcional.  O Chef pasteleiro do palácio encontrava-se doente. Franz Sacher, um aprendiz de 16 anos toma o seu lugar e promete satisfazer o seu senhor. Sabia o jovem da tamanha responsabilidade a que se propusera?

Franz Sacher (1816-1907)

Como Sacher Criou a Sobremesa?

Antes de mais, Sacher acendeu o forno. Pensava ele que assim também “acenderia” sua imaginação. Selecionou a seguir os melhores ingredientes da cozinha:

400g de chocolate puro, em barra/100g de manteiga/200g de açúcar fino/4 ovos/150g de farinha de trigo muito fina, 100 ml de creme de leite/10g de fermento em pó/ Doce de Alperce ou Geleia de Pêssegos para o recheio.

Começou por preparar uma forma desmontável de 28cm de diâmetro barrando-a com manteiga, polvilhando-a com farinha e untando também e enfarinhando um círculo de papel e colocou-o dentro da forma. Derreteu 200g do chocolate em banho-maria. Entretanto, Sacher batia muito bem 100g do açúcar com a manteiga. Quando o açúcar “desapareceu”, adiciounou as gemas, uma a uma, batendo a cada edição. Juntou o chocolate derretido. Bateu as claras em ponto de castelo (neve) e reservou. Peneirou a farinha com o fermento, misturou tudo e por fim envolveu as claras, delicamente. Verteu para a forma e alisou a superfície. Colocou no forno a assar durante 40 minutos, mais ou menos, até enfiar um palito e ele sair seco. Retirou e esperou arrefecer.

Derreteu os restantes 200g do chocolate e adoçou com o restante do açúcar. A seguir, Sacher cortou o bolo horizontalmente em 3 discos. Recheou o bolo com o doce e ainda pincelou-o por cima com o mesmo. Juntou o creme de leite ao chocolate, misturou bem até esfriar e despejou rapidamente sobre o bolo, alisando com uma espátula.

Mesa Posta no Hotel sacher

O resto da história, imagina-se. O sucesso transformou a Sacher-Torte no doce tradicional de Viena.  O jovem enriqueceu, comprou um Hotel e ainda hoje, no mesmo local, na esplanada do café come-se uma fatia de torta por 5,00 Euros…

P.S. A receita original foi o segredo mais bem guardado de Viena. Há inúmeras versões da Sacher-Torte, mas nenhuma é a “original”do mestre Sacher. A que apresento é de minha autoria, depois pesquisar inúmeras, testar algumas e atingir a alquimia ideal para uma torta tamanho família. Não sou de guardar segredos. Espero que tenha sucesso também…

Esta entrada foi publicada em Comidas e bebidas, Degustação em Viagem. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s