Igreja da Pampulha: Obra de Gênios…

São Francisco de Assis

Quando me vi diante da Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha, em Belo Horizonte, pensei: quando se sonha com fé, realiza-se! Durante anos alimentei  o sonho de conhecer esta maravilha da Arquitetura e ele se realizou quando eu menos esperava…

Parece Uma Construção no Céu...

Imaginei os três gênios por ali passeando, antes, quando tudo deveria ser um imenso terreno vazio. Oscar Niemeyer, Burle Marx e Cândido Portinari. Que palavras trocaram? Quem teria sido o primeiro a idealizar linhas e curvas? Teria sido Niemeyer a traçar no ar os contornos daquilo que seria materializado em concreto armado? Ou Portinari a pincelar figuras estilizadas monocromáticas de São Francisco ladeado de peixes e pássaros? Talvez Burle Marx a riscar no chão firme com um graveto os caminhos sinuosos por onde passeariam admiradores contemplando no futuro o conjunto de obras daqueles três jovens artistas.

O Altar e os Painéis em Tons de Terra

O surpreendente interior da igreja condiz com o exterior: altar estilizado, painéis criativos ao ponto de fazer o visitante esquecer da reza e contemplar a obra humana. E se por vezes se esquece de Deus – heresia descarada na casa do Pai – o visitante sem se dar conta, deslumbrado com a obra dos artistas que ali puseram as mãos, volta-se para Deus, pois afinal, o Homem e Deus são faces da mesma moeda.

Tudo Azul, Inclusive Minha Camisa... Pura Coincidência!

Mil perguntas formulei, com olhos admiradores, com palavras de euforia. Não sei se o céu havia descido, se a construção teria lá subido. Tudo era azul na realização deste meu antigo sonho de ali chegar. Por pura coincidência eu estava usando uma camisa azul – minha cor preferida… Conspiração do destino que vem me pregando peças, me fazendo ser feliz diante da simplicidade da Vida…

Quis Voar, Alcançar as Nuvens... O Sonho Não Tem Limites!!!

Ouvi coro de Anjos, ouvi o cantar de pássaros e o ruminar das águas… Preferi esquecer das freadas dos automóveis, do barulho típico da capital, das buzinas… O dia estava lindo – era uma segunda-feira! Com todos a trabalhar e eu a passear,  havia sossego suficiente para eu realizar tantas fotografias até minha máquina fotográfica descarregar e eu ter que desfrutar da boa vontade de meus companheiros de aventura que gentilmente emprestaram a máquina deles para o sonho continuar a ser registrado…

Esta entrada foi publicada em Arte e Vida, Para Ler e Guardar..., Viagens. ligação permanente.

2 respostas a Igreja da Pampulha: Obra de Gênios…

  1. Geraldo diz:

    Muito bom!!!
    Seja bem vindo!!!

  2. Elisangela diz:

    Meu amigo, você tem razão em relação as linhas curvas da igreja que seduziram artistas e arquitetos, mas escandalizaram o acanhado ambiente cultural da cidade,de tal forma, que as autoridades eclesiásticas não permitiram, por muitos anos, a consagração da capela devido à sua forma inusitada e ao painel de Portinari onde se vê um cachorro representando um lobo junto à São Francisco de Assis a igreja permaneceu durante catorze anos proibida ao culto. Aos olhos do arcebispo Dom Antônio dos Santos Cabral a igrejinha era apenas um galpão. Tudo nesta igreja é fascinante inclusive sua história.
    já estava sentindo falta das viagens que faço através de suas matérias , que bom que voltou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s