Receita do Bacalhau à Dilma

Como Preparar o Bacalhau à Dilma

Bacalhau à Dilma

Ingredientes: Postas de bacalhau (cerca de 150g cada)/ 300g de broa de milho*/ Azeite/ Alho/ Grelos*/ Chicória roxa/ Batata frita/ Sal/ Pimenta do reino.

Molho Aioli*: Salsa/ Cebolinha/ Coentro/ 1 gema/ 150ml de azeite/ limão/ Sal/ Pimenta do reino

Prepare o Aioli: Pique finamente as ervas. Misture a gema e bata com varas de arame acrescentando o azeite e gotas de limão até obter uma maionese. Tempere com sal e pimenta e reserve.

Modo de Preparo

Cozinhe os grelos. Escalde a chicória. Despedace a Broa de Milho e frite-a em azeite e alho numa frigideira. Acrescente os grelos cozidos e a chicória escaldada. Misture a batata frita em palitos, tempere com sal e pimenta do reino. Confite* as postas de bacalhau em azeite e louro por 7 minutos.  Prepare os pratos colocando uma camada da mistura de broa e verduras, uma posta de bacalhau e cubra com Ailoi. Está pronto para servir!

Por que a receita trocou de nome?

No domingo, 4 de março passado, o avião que levava a Presidente do Brasil, Dilma Roussef para a Alemanha aterrou na cidade do Porto, em Portugal para o almoço. A princípio a refeição deveria ser levada e servida no interior da aeronave, mas a Presidente preferiu ir ao restaurante acompanhada de sua comitiva. Foi no “Cafeína”, em frente ao Restaurante “Terra”, ambos de Vasco Mourão que degustaram o “Bacalhau com Aioli”, preparado pelo chef chileno Camilo Jaña. A partir do dia 8 de Março, o prato foi rebatizado de “Bacalhau à Dilma”. Uma homenagem ou uma questão de marketing? Podem ser ambas. Merecidamente.

Notas de Rodapé

Ailoi: Espécie de maionese caseira temperada, especialmente preparada para acompanhar pratos requintados.

Grelos: São os brotos de nabo, couve ou nabiça. São muito apreciados em Portugal e na Galiza, servindo de acompanhamento, principalmente para peixes, regados de azeite.

Broa de Milho: Esta broa de milho da receita não é aquela broa brasileira que mais se parece com um bolo. É uma espécie de pão de milho, bem seca e rígida, com pouco açúcar que em Portugal  serve para acompanhar refeições, principalmente pratos de bacalhau.

Confitar: Consiste, basicamente, em cozinhar um produto muito lentamente dentro de uma matéria gorda, nesta receita usa-se o azeite. Pode-se utilizar o processo do banho-maria para melhor controlar a temperatura ou um termómetro. Na falta do termómetro, pode ir controlando a temperatura a olho, antes que o produto escureça ou seque demasiado.

Esta entrada foi publicada em Assunto Sério, Comida e bebida, Comidas e bebidas, Degustação em Viagem, Notícias e política, Para Ler e Guardar..., Travel. ligação permanente.

2 respostas a Receita do Bacalhau à Dilma

  1. Muito bem explicado, agora falta experimentar

    • Olá Felicidade,

      (Seu nome é muito lindo!!!Todas as pessoas deveriam ter nomes positivos como o seu…)

      Agradeço a sua visita ao meu blogue e por ter deixado o seu comentário .
      Volte sempre! Tenho aqui mais receitas interessantes e outros artigos que podem ser de seu interesse..

      Tenha uma boa tarde!

      Ivanir Faria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s